28 de outubro de 2010

O QUE FAZ O TECNÓLOGO NA CONSTRUÇÃO CIVIL?

     Esse profissional, com formação de nível superior, é muito util ao setor produtivo, ainda mais em um contexto de reaquecimento econômico.
    De acordo com o Confea (Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia), os tecnólogos podem atuar na área de orçamentos, executar desenhos técnicos, avaliar fornecedores, empreiteiros e funcionários e, sob supervisão e direção de engenheiros, podem fiscalizar obras e serviços técnicos."O tecnólogo em edifícios está habilitado para elaborar memoriais descritivos, especificar materiais, realizar controle da qualidade e gerenciar equipes, bem como realizar análises econômico-financeiras de alternativas e estudos de viabilidade de empreendimentos", complementa a professora Elizabeth Neves Cardoso, chefe do departamento de edifícios da Fatec-SP (Faculdade de Tecnologia de São Paulo)
     Nos últimos dois anos, a procura por esses profissionais só fez crescer", afirma Elizabeth Cardoso. Para comprovar sua tese, a professora revela que 94% dos alunos formados pela Fatec estão empregados, segundo pesquisa realizada pelo Sistema de Avaliação Interna do Centro Paula Souza. Outro dado considerável vem da central de estágios mantida pela faculdade, onde mensalmente são realizadas 24 contratações de estágio para o tecnólogo em edifícios, em média.
     As áreas que mais se destacam na procura por tecnólogos em construção civil são as de planejamento, orçamento e acompanhamento de obras, bem como de projetos. Mas para ser bem-sucedido nessas atividades, o profissional deve, antes de tudo, apresentar afinidade com as áreas de ciências exatas e humanas. Afinal, seja nos canteiros ou em escritórios, o trabalho requer capacidade de liderança e iniciativa para o trabalho em cooperação.
     Os contratantes também esperam encontrar nos tecnólogos habilidades de administração de obras, realização de controle da qualidade e capacitação para análise econômico-financeira de empreendimentos, além de conhecimento sobre processos construtivos da obra e leitura e identificação de projetos. "É importante também saber executar desenho técnico, inclusive com o auxílio de CAD, e dimensionar sistemas como ar-condicionado, elevadores, peças de madeira e metálicas", menciona Elizabeth Cardoso.
     Manter-se atualizado em relação a tecnologias construtivas, seja por meio de cursos complementares, participação em congressos e leitura de publicações especializadas, é igualmente importante. Podem dar continuidade aos seus estudos cursando a pós-graduação stricto sensu (Mestrado e Doutorado) e lato sensu (Especialização).



O Currículo
Formação: Curso Superior de Tecnologia em Construção de Edifícios.
Atribuições: o tecnólogo pode gerenciar, planejar e executar obras de edifícios, acompanhando e fiscalizando o desenvolvimento de todas as etapas desse processo, incluindo cronogramas físico-financeiros. Atua também na restauração e manutenção de edificações; comercialização e logística de materiais de construção.
Aptidões: o tecnólogo precisa ser um bom planejador e administrador de obras, ter conhecimento sobre orçamentos, execução de memoriais, especificações técnicas e controle de qualidade. Também deve ser capaz de executar desenho técnico em softwares.
Oportunidades de trabalho: em construtoras, escritórios de projetos, consultoria e planejamento, em empresas fornecedoras de sistemas construtivos, institutos e empresas públicas ou privadas e, finalmente, como profissional liberal autônomo.
Remuneração: o Sindicato dos Tecnólogos indica piso salarial de 7,5 salários mínimos, ou seja, R$ 3.487,50. Já o Confea determina piso de cinco salários mínimos para jornada de até seis horas (R$ 2.325,00).
(Fonte: Revista Téchne)
Abaixo a matriz curricular de um Curso de Tecnologia em Construção de Edifícios do IFRN. (ano de 2010)

Período
Componente Curricular
C.H.
1
Desenho Técnico
80
Física
60
60
60
Matemática
60
Materiais de Construção
80
Mecânica dos Solos
60
Topografia
80
2
Argamassas e Concretos
80
Cálculo Diferencial e Integral I
80
Desenho Arquitetônico
100
Estatística
40
Física Aplicada
60
Leitura e Produção de Textos
45
Metodologia do Trabalho Científico
45
Química dos Materiais
80
3
Construção de Edifícios
80
Estabilidade das Construções
80
Estudos de Tempos e Métodos
60
Instalações Elétricas e Telefônicas
100
Instalações Hidro-sanitárias e de Gás
120
Legislação da Construção Civil
60
Matemática Financeira
60
4
Construção Civil e Meio Ambiente
60
Especificações e Orçamentos
60
Estruturas de Concreto Armado
80
Gestão de Empresas da Construção Civil
60
Gestão de Recursos Humanos
60
Higiene e Segurança no Trabalho
80
Inglês Técnico
60
Planejamento e Controle de Obras
80
5
Construções Metálicas e de Madeira
80
Ergonomia
60
Estruturas de Contenção
60
Gerência de Suprimentos
60
Legislação Previdenciária e Trabalhista
40
Noções de Contabilidade
60
Pisos, Revestimentos e Impermeabilização
80
Projeto e Implantação do Canteiro de Obras
80
6
Avaliação Pós-Ocupacional
80
Construção Industrializada
80
Inovação Tecnológica na Construção
60
Manutenção Predial
80
Patologia e Recuperação de Estruturas
80
Qualidade na Construção Civil
80
Relações Humanas no Trabalho
60


Curiosidades: a graduação em tecnologia de construção civil foi criada no Brasil há mais de 30 anos.